COVID-19 Updates

Tópico para atualizações do Coronavirus

2 Likes

Polícia captura pacientes suspeitos de #coronavirus que escapam de quarentena em Wuhan, China

Vídeo mostra o prédio no distrito de Gulou, em Nanjing, entrando em quarentena. As autoridades chinesas fecham a entrada com pessoas dentro.

O vídeo abaixo mostra vários corpos em bolsas em um hospital de Wuhan. Assustador.

Mais e mais vídeos aparecem mostrando autoridades chinesas pulverizando produtos químicos desconhecidos. Certamente bom para sua saúde.

1 Like

Coronavírus em Wuhan: “Preferimos morrer em casa do que ir para a quarentena”

image
Wenjun Wang é um residente de Wuhan, a cidade chinesa no epicentro do surto mortal de coronavírus.

Wang, uma dona de casa de 33 anos, e sua família permanecem na cidade desde que foi fechada em 23 de janeiro.

Desde então, o vírus infectou quase 25.000 pessoas em todo o mundo, levando a pelo menos 495 mortes.

Em uma rara entrevista de Wuhan, Wang disse à BBC sobre a luta pela sobrevivência de sua família pela sobrevivência.

Desde o surto do coronavírus, meu tio já faleceu, meu pai está gravemente doente e minha mãe e minha tia começaram a mostrar alguns sintomas.

A tomografia computadorizada mostra que seus pulmões estão infectados. Meu irmão também está tossindo e tem algumas dificuldades respiratórias.

Meu pai está com febre alta. Sua temperatura estava 39.3C ontem e ele está constantemente tossindo e tendo dificuldades respiratórias. Conseguimos para ele uma máquina de oxigênio em casa e ele confia nessa máquina vinte e quatro sete.

Ele está tomando remédios chineses e ocidentais no momento. Não há hospital para ele ir porque seu caso não foi confirmado devido à falta de kits de teste.

Minha mãe e minha tia vão ao hospital todos os dias na esperança de conseguir uma cama para meu pai, apesar da própria situação de saúde. Mas nenhum hospital irá levá-los.

‘Ninguém está nos ajudando’

Em Wuhan, existem muitos pontos de quarentena para acomodar pacientes que apresentam sintomas leves ou ainda estão no período de incubação.

Existem algumas instalações simples e realmente básicas lá. Mas para pessoas gravemente doentes como meu pai, não há camas para elas.

Meu tio realmente morreu em um dos pontos de quarentena porque não há instalações médicas para pessoas com sintomas graves. Eu realmente espero que meu pai possa receber algum tratamento adequado, mas ninguém está em contato conosco ou nos ajudando no momento.

Entrei em contato com trabalhadores da comunidade várias vezes, mas a resposta que tive foi: “não há chance de conseguirmos uma cama no hospital”.

Membros da equipe médica que vestem roupas de proteção acompanham um paciente quando entram em um hospital em Wuhan|600
A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou a crise do coronavírus uma emergência de saúde global

Achamos que o ponto de quarentena que meu pai e meu tio foram foi um hospital no começo, mas acabou sendo um hotel.

Não havia enfermeira ou médico e não havia aquecedor. Eles foram à tarde e a equipe lá serviu um jantar frio naquela noite. Meu tio estava muito doente na época, com sintomas respiratórios graves e começou a perder a consciência.

Nenhum médico veio tratá-lo. Ele e meu pai ficaram em quartos separados e, quando o pai foi vê-lo às 06:30 da manhã, ele já havia falecido.

“Preferimos morrer em casa do que ir para a quarentena”

Os novos hospitais que estão sendo construídos são para pessoas que já estão em outros hospitais no momento. Eles serão transferidos para os novos.

Mas para pessoas como nós, não podemos nem conseguir uma cama agora, muito menos conseguir uma nos novos hospitais.

Se seguirmos as diretrizes do governo, o único lugar para onde podemos ir agora é nesses pontos de quarentena. Mas se formos, o que aconteceu com meu tio aconteceria com o pai.

Então, preferimos morrer em casa.

‘A população infectada é enorme’

Existem muitas famílias como nós por perto, todas enfrentando as mesmas dificuldades.

O pai do meu amigo foi recusado pela equipe nos pontos de quarentena porque estava com febre alta.

s recursos são limitados, mas a população infectada é enorme. Temos medo, não sabemos o que acontecerá a seguir.

A mensagem de Wang para o mundo

O que quero dizer é que, se soubesse que eles trancariam a cidade em 23 de janeiro, eu definitivamente teria levado toda a minha família, porque não há ajuda aqui.

Se estivéssemos em outro lugar, poderia haver esperança. Não sei se pessoas como nós, que ouviram o governo e ficaram em Wuhan, tomaram a decisão certa ou não.

Fonte

1 Like

Tencent pode ter acidentalmente vazado dados reais sobre mortes por vírus Wuhan

Tencent lista rapidamente 154.023 infecções e 24.589 mortes por coronavírus Wuhan

TAIPEI (Taiwan News) - Como muitos especialistas questionam a veracidade das estatísticas da China para o surto de coronavírus em Wuhan, a Tencent no final de semana parece ter divulgado inadvertidamente o potencial número real de infecções e mortes, astronomicamente mais altas do que os números oficiais.

No final da noite de sábado (1 de fevereiro), a Tencent, em sua página intitulada “Epidemic Situation Tracker”, mostrou casos confirmados de novos coronavírus (2019nCoV) na China com 154.023, 10 vezes o número oficial da época. Ele listou o número de casos suspeitos como 79.808, quatro vezes o número oficial.

O número de casos curados foi de apenas 269, bem abaixo do número oficial naquele dia de 300. O mais ameaçador é que o número de mortos listado foi de 24.589, muito superior aos 300 listados oficialmente naquele dia.

Momentos depois, a Tencent atualizou os números para refletir os números “oficiais” do governo naquele dia. Os internautas perceberam que a Tencent registrou pelo menos três ocasiões números extremamente altos, apenas para reduzi-los rapidamente às estatísticas aprovadas pelo governo.


1º de fevereiro: gráfico mostrando números mais altos (à esquerda), gráfico mostrando números “oficiais” (à direita). (Imagem da Internet)

Os internautas também notaram que toda vez que a tela com grandes números aparece, ela mostra uma comparação com os dados do dia anterior, o que demonstra um aumento incremental “razoável”, semelhante às comparações de números oficiais. Isso levou alguns internautas a especularem que a Tencent tem dois conjuntos de dados, os dados reais e os dados “processados”.

Alguns estão especulando que um problema de codificação possa estar causando a exibição acidental de dados “internos” reais. Outros acreditam que alguém nos bastidores está tentando vazar os números reais.

No entanto, os dados “internos” mantidos por Pequim podem não refletir a verdadeira extensão da epidemia. Segundo várias fontes em Wuhan, muitos pacientes com coronavírus são incapazes de receber tratamento e morrem fora dos hospitais.

A escassez severa de kits de teste também leva a um número menor de casos diagnosticados de infecção e morte. Além disso, tem havido muitos relatos de médicos sendo ordenados a listar outras formas de morte, em vez de coronavírus, para manter o número de mortes artificialmente baixo.

Página com os relatórios https://news.qq.com/zt2020/page/feiyan.htm

Fonte

2 Likes

Olá;

Tenho a ideia de que isso seja apenas uma estratégia adotada pela China que acabou saindo do controle; acho que o foco central era acabar de uma vez por todas, com os protestos em Hong Kong, já que a população teve que adotar a quarentena.

Não sei ao certo se estou correto em minha análise, é apenas uma suposição com base no que venho a observar no cenário mundial, através das notiícias que são vinculadas nas mídias que vejo.

3 Likes

Eu acredito que seja um vírus que esolcapou do centro de virologia

3 Likes

Pessoas sendo levadas igual cachorro para quarentena.

Corpos sendo retirados de prédio dentro da zona de quarentena

3 Likes

É dessa forma que as autoridades inspecionam os passageiros dos vôos que vêm da China para os Estados Unidos em que não apresentem sintomas de coronavírus.

As pessoas que conferem passageiros trazem roupas de materiais perigosos e megafones.

2 Likes

Imagens de um centro de quarentena

2 Likes

Para descontrair Estes vasos sanitários chineses


são rentes ao chao. Eita. :rofl: no caso é mais dificil de acertar o alvo. alguem la errou ( vejam o coco) No caso de homem para urinar tambem é mais complicado. Interessante culturas diferentes costumes diferentes.

3 Likes

Fato que não posso deixar de relatar, estava vendo fotos que tiraram na construção deste grandiosos hospital, foi que pude observar que nas janelas destes quartos, estavam com grades!

A pergunta é: se trata de hospital ou uma prisão?

Nunca parei para observar, mas não acredito que haja a necessidade de ter grades nas janelas!

4 Likes

Video de Chengdu, capital da província de Sichuan, no sudoeste da China, mostra que a cidade está se preparando para ficar em quarentena. Nota lateral: Chengdu é conhecida por ter um dos maiores santuários de pandas gigantes do mundo.

1 Like

Potencial pandêmico do 2019-nCoV

Um determinante importante de que se o novo coronavírus 2019 (2019-nCoV) causará ou não uma pandemia global é sua capacidade de se estabelecer após a importação para um novo país. Até agora, foram relatados casos de infecção por nCoV de 2019 em 24 países, mas ocorreu pouca transmissão de humano para humano fora da China.

A quantidade-chave que determina se o 2019-nCoV pode ou não estabelecer e gerar um surto prolongado na chegada a um novo país é o número de reprodução, R, que representa o número médio de indivíduos para os quais cada infectador transmitirá o vírus. Se R for maior que 1, pode ocorrer transmissão prolongada; se R é menor que 1, as correntes de transmissão simplesmente quebrem.

No surto em andamento, assumindo um R de 2 · 2, conforme relatado por Li e colegas, então, mais da metade das infecções deve ser evitada para reduzir R abaixo de 1. Isso pode ser um desafio se 2019-nCoV puder ser transmitido quando os infectadores não forem sintomáticos. No entanto, existem poucas evidências para sugerir a transmissão pré-sintomática de 2019-nCoV.

Mesmo que 20% das infecções estejam ocorrendo devido a infectadores pré-sintomáticos (um nível aproximadamente a meio caminho entre os respectivos valores para síndrome respiratória aguda grave e vírus da influenza, provável de superestimar), então 80% das infecções seriam devidas a infectadores sintomáticos. Como apenas um pouco mais da metade das infecções precisa ser evitada para reduzir R abaixo de 1, o isolamento eficaz dos hospedeiros sintomáticos por si só deve ser suficiente para evitar surtos de 2019-nCoV fora da China.

Obviamente, a detecção e o isolamento de hospedeiros sintomáticos nem sempre são realizados de maneira eficaz, e a detecção é desafiadora quando os sintomas são leves. Portanto, esforços para combater a transmissão pré-sintomática às vezes podem ser merecidos. No entanto, ao implementar essas medidas (por exemplo, o isolamento de passageiros que retornam de Hubei no Reino Unido, infectados ou não), o custo substancial para indivíduos que podem não estar portando o vírus deve ser considerado com cuidado. Com o rápido isolamento de indivíduos sintomáticos, incluindo o auto-isolamento daqueles com sintomas leves, é possível evitar surtos prolongados fora da China.

https://www.thelancet.com/journals/laninf/article/PIIS1473-3099(20)30068-2/fulltext

2 Likes

é muito alarde pra pouca morte

4 Likes

Concordo, é muito alarme, o fato é que a maioria dos que analisam a questão já viram que é uma jogada, falta definir o porque.

aqui uma analise interessante:

2 Likes

Autoridades chinesas estão soldando portas de casas/prédios que estão em quarentena

1 Like

A Organização Mundial da Saúde diz que o nome oficial da doença causada pelo novo coronavírus é COVID-2019

1 Like

Tubo de esgoto sanitário em apartamento em Tsing Yi pode ter espalhado o coronavírus para diferentes andares, mais de 100 residentes em quarentena

1 Like

É assim que a China está manipulando o número de infecções por coronavírus

Sabíamos que algo estava errado há alguns dias atrás, quando a Comissão Nacional de Saúde da China informou que o número de pessoas que recebiam atendimento médico sobre o Coronavírus inesperadamente atingiu o pico depois de subir em aproximadamente 15.000 a 20.000 por dia, e nivelou desde então, até mesmo registrando três dias de declínio. a semana passada.

A sensação de que a China estava manipulando os dados só cresceu da noite para o dia, quando, de acordo com os dados mais recentes da NHC, o número de casos suspeitos de coronavírus subitamente caiu de mais de 5.000 para 23.589, de 28.942 no dia anterior.

Tudo isso surgiu mesmo quando a China relatou uma diminuição bem-vinda, embora suspeita, do número de novos casos, que chegaram a pouco mais de 3.000 (número que, segundo o Dr. Scott Gottlieb, não era indicativo da propagação real da infecção, mas apenas da capacidade da China realizar no máximo 3.000 testes bem-sucedidos por dia) e desde então estão em declínio.

Em retrospecto, verifica-se que a China realmente “tomou medidas” para demonstrar ao mundo que estava vencendo a guerra contra o coronavírus. E como não estava fazendo isso no mundo real, decidiu fazer isso usando o truque mais antigo do livro chinês: movendo os postes do gol e mudando a definição do que significa uma “infecção”.

Conforme relatado pela mídia local nesta manhã, a Comissão Nacional de Saúde da China mudou discretamente sua definição de “caso confirmado” de coronavírus na última diretriz de 7/2. Como resultado, pacientes com resultado positivo para o vírus, mas sem sintomas, não serão mais considerados confirmados. Como observa Alex Lam, “isso inevitavelmente reduzirá os números”.

Conforme relata o Apple Daily , na quarta edição mais recente do protocolo do NHC, “leve” é classificado como “casos confirmados”, mas “pessoas infectadas assintomáticas” é definido como "pessoas sem sintomas clínicos, amostras do trato respiratório, etc. positivo para novos testes patogênicos do coronavírus ". Como resultado, “infecção assintomática” não conta mais como casos confirmados.

Convenientemente, a nova regra acionou províncias “para encontrar casos que podem ser deduzidos do número total de casos confirmados”. Por exemplo, a Heilongjiang retirou 13 casos de suas declarações declarando a nova definição. Hubei deduziu 87 casos hoje, mas as autoridades não explicaram o porquê."

No total, mais de 100 casos foram deduzidos do total “confirmado” em execução nos últimos 2 dias, afetando também o número de casos suspeitos. O problema preocupante, no entanto, é que as autoridades não divulgam o número de pacientes infectados sem sintomas após contá-los separadamente e, como Alex Lam adverte, “não haverá como saber a magnitude exata do surto”.

Isso, é claro, é um problema porque, como um artigo recente escrito por uma equipe liderada pelo Dr. Zhong Nanshan, sugeriu que o WuhanCoronavirus pode ser transmitido por pacientes infectados, mesmo sem que eles apresentem sintomas, que é o que torna o vírus tão infeccioso, como “pessoas doentes podem estar espalhando sem saber.”

Uma observação final: a bizarra mudança de definição da China entra em conflito com a própria OMS, que divulgou uma orientação provisória sobre o Wuhan Coronavirus no mês passado, quando apresentou uma definição para Caso Confirmado: "pessoa com confirmação laboratorial, independentemente de sinais e sintomas clínicos. Está muito claro. "

Essa “mudança de definição” chocante de uma infecção por coronavírus naturalmente levanta a questão: como os jogos na China estão com os outros dados de infecção para fazer com que a doença pareça mais contida e mais gerenciável, e podemos confiar remotamente nos números oficiais de coronavírus publicados pela Comissão Nacional de Saúde?

3 Likes
1 Like